Quem sou eu Artigos Fotos com o deputado Deu na Imprensa Notícias Fale com o Junji Fale com o Junji
   
   
   
 
E-mail:
 
 
 

Mogi das Cruzes

  Emenda garante Circuito de Skate
Com R$ 200 mil, previstos por Junji no Orçamento da União de 2019, Federação Paulista de Skate bancará evento, como anunciaram dirigentes em reunião com o deputado e o prefeito mogiano em exercício, Juliano Abe
26/12/2018 Enviar por e-mail Versão para Impressão acessos
747
Dirigentes da Federação Paulista de Skate anunciam Mogi das Cruzes como sede de uma das etapas do Circuito Paulista de Skate 2019, em reunião com Junji e Juliano Abe
 
Uma emenda ao Orçamento Geral da União do próximo ano, apresentada pelo deputado federal Junji Abe (MDB-SP), garantirá a realização de uma das etapas do Circuito Paulista de Skate 2019 em Mogi das Cruzes, na Grande São Paulo. O anúncio foi feito por dirigentes da Federação Paulista de Skate, nesta quarta-feira (26/12/2018), em reunião com o parlamentar e o prefeito mogiano em exercício, Juliano abe (MDB).

O vice-presidente da Federação, Márcio Baggio Machado, agradeceu a Junji e a Juliano Abe, filho do deputado que intermediou o pedido de emenda junto ao pai. Ele destacou o crescimento do esporte no cenário brasileiro. “O skateboard será modalidade nas Olimpíadas de 2020. Isso revela a força do esporte, que não é somente uma atividade esportiva e sim um movimento cultural que, somado a outras artes como o grafite, vem ganhando espaço”, descreveu, ao observar que estão definidos os municípios de Mogi das Cruzes e São Bernardo do Campo como palcos do campeonato.

Em 2016, eram 8,5 milhões de praticantes em todo o País, sendo que São Paulo é o Estado que concentra a maior parte dos skatistas. “Se considerarmos o número de pessoas que possuem skate em casa, mas não são praticantes, esse número sobe para 20 milhões”, acrescentou o diretor institucional da Federação, Henrique Celso Azevedo Alves.

O prefeito em exercício reconheceu a importância da modalidade para a Cidade. “Em Mogi, nós temos diversos espaços para os skatistas e queremos colocar Mogi neste radar, para que seja sempre lembrado como um município que apoia e incentiva essa prática”, salientou Juliano.

Para isso, Mogi deve sediar a etapa do Circuito Paulista, que ainda não tem data definida, mas a previsão é que seja realizada ainda no mês de março de 2019. “Nosso maior desafio, agora, é mostrar para o menino que anda de skate nas ruas que ele pode, sim, se tornar um atleta da modalidade”, pontuou Machado.
Juliano Abe reafirmou o compromisso da Prefeitura de somar para o fortalecimento do esporte. “Nosso prefeito gosta de recepcionar novas ideias e queremos trabalhar para que o skate se fortaleça em Mogi”, finalizou.

Os dirigentes da Federação ficaram surpresos ao saber que foi Junji, enquanto prefeito de Mogi das Cruzes (de 2001 a 2008), quem implantou a primeira pista pública de skate na Cidade. “Foi um instrumento de inclusão social, viabilizado no Centro Cívico (Parque Botyra Camorim Gatti), em nossa primeira gestão. Era uma época em que os skatistas sofriam certa discriminação e o investimento da Prefeitura serviu também para popularizar o esporte e derrubar preconceitos”, contou o deputado.

Um breve resumo das ações de Junji para impulsionar o esporte na Cidade também impressionou os representantes da Federação Paulista de Skate. Defensor da cultura e dos esportes como “vacinas antiviolência”, o ex-prefeito criou dezenas de programas para estimular práticas esportivas, democratizar a cultura, multiplicar opções de lazer e promover a convivência em família.

Também participaram da reunião, na sede da Prefeitura mogiana, o secretário municipal de Esporte e Lazer, Nilo Guimarães, o vereador Marcos Furlan (DEM) e o Relações Institucionais da Fiesp – Federação das Indústrias do Estado de São Paulo, Bruno Gabriel.

Síntese
Junji Abe comandou a Cidade, entre 2001 e 2008. Uma de suas primeiras ações foi identificar 64 áreas públicas, ociosas e abandonadas, para transformá-las em polos de lazer. Ampliando o quadro de servidores do esporte em 54,54%, criou as Escolinhas de Esportes para oferecer aulas gratuitas a mais de 3,5 mil crianças e jovens, por ano, em dezenas de modalidades, em todos os centros esportivos, que também foram reformados. Foi com o ex-prefeito que a Ginástica Artística passou a ser ensinada de graça e hoje tem até um polo de treinamento.

Em 2002, chegaria A Rua Feliz, que percorre os bairros levando brinquedos como pula-pula, piscina de bolinhas e tobogã, além de apresentações de dança, música e brincadeiras, beneficiando 451 mil pessoas nas gestões de Junji. É um dos mais longevos projetos da Prefeitura, hoje chamado de Bairro Feliz.

Jundiapeba ganhou o Ginásio Deputado Paulo Kobayashi em 2004. No mesmo ano, Junji lançou o Programa Sanção Premial, que revolucionou a oferta de esportes às crianças e adolescentes: cerca de 6 mil beneficiados. Trata-se de uma parceria da Prefeitura com clubes privados da Cidade que ganham descontos no IPTU devido aos cofres mogianos, desde que cedam seus espaços para atividades esportivas e recreativas de alunos das escolas públicas, municipais e estaduais. A iniciativa multiplicou a oferta de práticas esportivas e proporcionou aos clubes a oportunidade de quitar dívidas gigantescas.

Outra iniciativa bem-sucedida foi o Esporte Mogi que, executado em parceria com o setor privado, contemplou cerca de 6 mil crianças e adolescentes, por ano, com práticas esportivas em escolas e outros espaços da Cidade. Tanto a Terceira Idade como pessoas com deficiência passaram a contar com programas esportivos específicos, como o AtivaIdade para os idosos. “Todos os programas foram desenvolvidos com o propósito de difundir práticas esportivas e garantir ocupação saudável a milhares de crianças e adolescentes, agregando o fato de serem poderosas vacinas contra a violência e as drogas”, resumiu Junji, que encerrou o mandato, em 2008, com 12 projetos em execução contra os dois existentes em 2001.

No esporte competitivo, a ênfase foi para as modalidades amadoras, repatriando atletas mogianos que representavam outras cidades por falta de apoio local e identificando jovens com potencial desportivo nos programas mantidos pela Prefeitura. O efeito dessa política, em oito anos, pode ser medido pelos resultados obtidos em competições oficiais. Nos Jogos Abertos do Interior, por exemplo, Mogi saiu de um mísero 64º lugar, com 3 pontos conquistados e nenhuma medalha, para a 3ª colocação em 2008, com 94 medalhas e 149 pontos. Outras ações, como o apoio integral aos Jogos Regionais do Idoso, contemplaram a população da Terceira Idade neste setor.

Também em destaque, a criação de dois parques urbanos, o Leon Feffer (2002) e Centenário da Imigração Japonesa (2008). Ambos transformaram áreas degradadas pela exploração mineral em espaço de uso múltiplo para conectar lazer, esportes e cultura com preservação ambiental. O Centenário foi eleito pela população uma das “Sete Maravilhas de Mogi das Cruzes”.

Já enquanto deputado federal, o trabalho conjunto de Junji e Juliano Abe rendeu a Mogi o Pelc – Programa Esporte e Lazer da Cidade, Modalidade Núcleo Urbano: investimento de quase R$ 2 milhões ofereceu atividades físicas, culturais e de lazer a mais de 4 mil pessoas, em 15 núcleos mogianos. Também foi o parlamentar quem conseguiu recursos federais para a implantação de infraestrutura esportiva na Praça da Liberdade, em Jundiapeba, onde também existe uma pista de skate.
Mais informações:

Mel Tominaga
Jornalista – MTB 21.286
Tels: (11) 99266-7924 e (11) 4721-2001
E-mail: mel.tominaga@junjiabe.com
Enviar por e-mail Versão para Impressão   Ler mais notícias
 

   



 
 
JUNJI ABE  |  NOTÍCIAS  |  ARTIGOS  |  IMPRENSA  |  GALERIA  |  Todos os direitos reservados © Junji Abe 2011  | Login


Correspondência: Av. Fausta Duarte de Araújo, nº 145 - CEP: 08730-130 - Jd. Santista - Mogi das Cruzes - SP   |   Telefone: (11) 4721-2001   |   E-mail: contato@junjiabe.com