Quem sou eu Artigos Fotos com o deputado Deu na Imprensa Notícias Fale com o Junji Fale com o Junji
   
   
   
 
E-mail:
 
 
 
 
Escolher uma ddiva
Quinta-feira, 29 de Setembro de 2016 Enviar por e-mail Versão para Impressão acessos
1075
 
Domingo dia de eleies municipais. quando os cidados do Pas inteiro vo s urnas escolher os comandantes de suas cidades e os seus representantes nas Cmaras Municipais. Gostaria muito que cada um dos eleitores refletisse bem sobre o significado do ato de votar. Est longe de ser uma aporrinhao. Tambm no se trata apenas de obrigao ou dever cvico. bem mais. Significa oportunidade. a chance de dizer, com voz alta e soberana, o que deseja para o municpio onde vive, nos prximos quatro anos.

Algum vai dizer que os polticos so todos iguais. Prometem e no cumprem. Assumem o poder e se esquecem dos compromissos de campanha. Sim, muitos deles no honram os votos que receberam. Sim, muitos deles ignoram a verdadeira essncia da poltica, que a arte de praticar o bem comum. Mas, no so todos. Ao atirar toda classe poltica na vala comum do descrdito, o eleitor perde a chance de exercer o seu direito de depurao, de seleo soberana. Se a vida feita de escolhas, por qu abrir mo de escolher?

Escolher tarefa difcil em quase todas as situaes. Mas, nas eleies, escolher uma ddiva. Significa se empoderar para aproveitar a oportunidade de usar o instrumento maior do regime democrtico: o voto. Quem falta ao pleito, anula ou vota em branco, simplesmente, deixa que os outros escolham. um falso conforto que sai bem caro mais adiante. Depois, vira hipocrisia ir para as ruas protestar. As manifestaes, absolutamente legtimas, servem para cobrar e exigir posturas. Mas, o melhor caminho ainda escolher bem em cada eleio. Abrir mo de escolher como reclamar da cor da cortina, depois de dizer que aceitava qualquer uma. Ou o pai ausente culpar a me pela educao (ou falta dela) dada aos filhos.

Em Mogi das Cruzes, cabe a 296.944 mogianos decidir quem ser o prximo prefeito e os 23 vereadores. Trs candidatos disputam a Prefeitura, juntamente com seus vices, e quase 400 concorrem ao cargo de vereador. Embora o meu filho, vereador Juliano Abe (PSD), seja um dos concorrentes a vice-prefeito, no escrevo para pedir votos na chapa dele. Peo ao eleitorado mogiano que vote com conscincia, depois de analisar criteriosamente os concorrentes, suas propostas, a viabilidade econmico-financeira dos compromissos que assumem e seu histrico de trabalho e de vida.

Da mesma forma, rogo que avaliem a prpria Cidade. Vale observar como est, o que j foi feito, quanto evoluiu nos ltimos anos, do que precisa para ficar melhor e qual dos prefeiturveis estaria melhor qualificado para manter o ritmo de desenvolvimento. Afinal, o maior problema em qualquer lugar a paralisao ou estagnao de bons projetos, simplesmente porque foram iniciados pelo gestor anterior. Bom prefeito aquele que coloca a Cidade acima da sua vaidade e ambies pessoais. Ele no se preocupa em imprimir o prprio nome na posteridade. Ele se dedica, dia aps dia, misso de oferecer melhores servios pblicos e ampliar a qualidade de vida da populao qual serve. No interessam autorias, mas resultados.

Dito isso, repito que a palavra-chave participao. Fao um veemente apelo populao para que no se distancie da poltica. Ao contrrio: que seja cada vez mais participante do processo poltico, como agente da transformao cultural, de postura e atitude pela moralizao dos seus representantes. Os avanos esperados viro. Basta que cada um vista seu sentimento cvico e assuma, verdadeiramente, suas responsabilidades na evoluo social.

Que saibamos sustentar garras afiadas na defesa daquilo em que acreditamos. E tenhamos, ao mesmo tempo, tolerncia para respeitar a diversidade de ideias e a pluralidade de opinies, assim como possamos conciliar as divergncias em benefcio das pessoas. A contnua participao popular nos rumos da Cidade, do Estado, do Pas pavimentar um caminho mais prspero, confortvel e seguro para as geraes futuras.

Conclamo os cidados de bem para que exeram com vigor seus direitos de escolher seus representantes e, depois, de fiscalizar e exigir. Juntos, defendamos nossos ideais, batalhemos pela concretizao dos nossos sonhos e tenhamos f de que somos capazes de fazer sempre o melhor. Acima de tudo, no podemos nos aposentar das nossas almas. Ento, faamos valer nossas escolhas, nossos anseios. E cobranas tambm. Bom voto!
Enviar por e-mail Versão para Impressão   Ler mais artigos
 
   



     
 
11/04/2014
Ateno aos obesos
 
08/04/2010
Imprensa amordaada, fim da democracia
 
09/07/2010
De corpo e alma
 
 
 
 
JUNJI ABE  |  NOTÍCIAS  |  ARTIGOS  |  IMPRENSA  |  GALERIA  |  Todos os direitos reservados © Junji Abe 2011  | Login


Brasília: Câmara dos Deputados, Anexo IV - Gab 512 - CEP 70160-900 - Brasília⁄DF | Telefone: (61) 3215-5512 | E-mail: dep.junjiabe@camara.leg.br
Av. Fausta Duarte de Araújo, nº 153- CEP: 08730-130 - Jd. Santista- Mogi das Cruzes - SP   |   Telefone: (11) 4721-2001   |   E-mail: contato@junjiabe.com